casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Terça-feira, 15 de Março de 2005
Os seus passatempos (parte 2)....
Outro dos seus passatempos passa por tingir roupa, ou seja, se ela compra algo por uma pipa de massa, mas passados umas semanas apercebe-se que, afinal aquela cor não é bem a que ela queria e que a levou a estar duas horas na loja a experimentar toda a colecção Inverno/Primavera ou Outono/Verão, toca de tingir a roupa. Outra ocasião propícia para tingir roupa é quando se “esquece” de pôr uma temperatura abaixo dos 60ºC na máquina de lavar roupa, quando se trata de lavar roupa de cor. Eu pus o esquece entre aspas, porque penso que ela faz de propósito só para ter uma desculpa para tingir roupa, até porque quando lhe digo para trocarmos de tarefas, ou seja, ficar eu com a responsabilidade de pôr a roupa a lavar e ela de estender e apanhar a roupa, ela diz que não, porque sei lá o quê com as nódoas, e mais outra coisa qualquer sobre a minha habilidade para estender a roupa, e mais uns impropérios quaisquer. Ora, se é por causa das nódoas, eu cá sou um gajo que acredito na publicidade, se me aparecem uns gajos com umas batas brancas a dizerem que o tal detergente tira todas as nódoas, eu só tenho que acreditar. Aliás, quando estava na Universidade e tinha que lavar roupa, comprava sempre um detergente que tinha uns bichinhos verdes que comiam as nódoas, para isso bastava deixar de molho a roupa. Estranhamente grande parte das vezes as nódoas mantinham-se, mas como a roupa ficava a cheirar bem….Penso que, com tanta nódoa os bichinhos ficavam rapidamente de barriga cheia, ou então, o prazo de validade do detergente era muito curto e os bichinhos já estavam mortos quando eu comprava a embalagem.
Continuando. Assim que ela vê roupa manchada ao sair da máquina diz umas mini asneiras, só para disfarçar, e vejo nos seus olhos um brilho de alegria. “Lá tenho eu, outra vez, que tingir roupa.” Só para que vejam o gozo que ela tem nisto, temos uma panela de pressão e uma colher de pau exclusivamente para o tingir das roupas.

Aproveitando que estou a falar de roupa, eis uma das coisas que mais me irrita: Que mania é essa que as mulheres têm de destruir as cuecas dos homens só porque as mesmas têm uns buraquinhos? Acham que esses buraquinhos foram feitos ao acaso? Não senhor. Foi preciso muito tempo para que os buraquinhos ficassem perfeitos para alojar o nosso sexo. Elas esquecem-se que, ao contrário dos soutiens, as cuecas não têm em conta o tamanho do sexo e acessórios. Mais: Também, ao contrário das mamas (pelo menos das que conheço) os nossos tomates são assimétricos, e isso, minhas amigas, não é considerado pelos fabricantes. O que faz com que tenhamos que ser nós, a criar os espaços necessários para o bom alojamento da nossa razão de viver. E como é que isso é feito? Com o uso, minhas caras, ou seja, é exactamente quando os buracos estão feitos (devido ao roçar constante e ao coçar permanente) que as cuecas estão na sua forma ideal para serem usadas, pois só aí permitem o aconchego instantâneo e sem a necessidade de andarmos constantemente a ajeitá-los. E o que é que vocês fazem quando isso acontece? DÃO CABO DELAS.
Já agora, quando se queixam que os homens são uns porcos porque passam o tempo a ajeitar e/ou a coçar as suas partes baixas, pensem antes que estão a usar cuecas novas, porque as que tinham foram rasgadas por uma esposa (ou mãe) que nunca irá compreender o porquê dos buracos nas cuecas.
publicado por Luis às 12:46
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar