casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Sexta-feira, 18 de Março de 2005
Pequenos truques para o dia a dia....
Fazer comida.
Quando era puto ficava admirado com as capacidades do saudoso Mestre Silva, essa grande figura da culinária Portuguesa. Tinha um programa na rádio, no qual uma pessoa telefonava para ele, dizia-lhe o que tinha em casa e o gajo com três ovos e uma fatia de pão, fazia um banquete para 10 pessoas. Obviamente que não tenho as capacidades do Mestre Silva, mas tenho alguma experiência na arte de fazer, rapidamente, uma refeição caseira, saudável e que agrada sempre à maioria dos membros da família (no meu caso, a mim e à nossa filha). Aqui vai então o que devem fazer quando se esquecem de ir às compras e por castigo são obrigados a fazer a janta com os parcos recursos existentes em casa. Podíamos telefonar para o restaurante e ir lá buscar a comida, mas isso iria dar a entender que nós, homens modernos (andam a reparar na quantidade de vezes que repito isto?) não somos capazes de preparar uma refeição condigna para a nossa família, o que não corresponde de todo à verdade.
Ora bem, em primeiro lugar há que ver o que existe como matéria prima. Em qualquer casa normal, onde habite uma criança, existem sempre duas coisas: leite e chocapic.
Aquece-se o leite, põe-se numa tigela, deita-se o chocapic à vontade e está o belo repasto feito. Atenção que também há quem prefira primeiro colocar os chocapic e só depois o leite, mas isso são discussões culinárias que não se enquadram aqui. Caso não tenham chocapic, usem nestum, ou estrelitas, ou outra treta qualquer que os vossos filhos vos obrigam a comprar, porque querem fazer a colecção toda das figuras dos Incríveis e vocês têm a dispensa cheia dessas tretas e isso tem que ser despachado antes que acabe o prazo de validade.
Caso a vossa cara metade comece a refilar dizendo que isso não é jantar, relembrem-na que de acordo com as suas (dela) teorias de comida saudável, o jantar deve ser composto por uma refeição ligeira e de fácil digestão. Caso ela tente minar a vossa perícia culinária, façam uma votação democrática sobre o que todos os membros da família pensam do jantar (se tiverem animais e forem os responsáveis pelos mesmos, têm direito a votar por eles) lembrando os votantes mais novos que neste tipo de jantar não há sopa.
Caso não tenham filhos….. Bom, aí simplesmente não têm que se preocupar em fazer o jantar, o jantar é uma refeição que só existe quando vivemos com os nossos pais, ou quando já somos pais.
publicado por Luis às 17:34
link do post | comentar | favorito (1)
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar