casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Segunda-feira, 21 de Março de 2005
A moleza....
Abrir os olhos de manhã
Saber que é Domingo
O corpo não se quer mexer
Olho para o lado: Estou sozinho

Esta moleza que sinto
É uma doce sensação
Estar todo esticado na cama
Sem a habitual confusão

Recordo-me do tempo
Em que com os meus pais vivia
Aos berros me vinham acordar
Mas só quando já era meio-dia

O silêncio à minha volta
É bom mas faz-me pensar
Será que saíram e bondosas
Me deixaram a moleza gozar?

Ou então, melhor ainda
Estão a fazer o pequeno almoço
Como é o dia do pai
Querem alegrar aqui o moço

Mas de repente me lembro
Que o dia do pai já passou
Um beijo e um abraço recebi
E por aqui a coisa se ficou

Talvez tenham achado pouco
E mais me queiram dar
Que família mais linda
Que mais posso eu desejar?

Que maravilhosa ideia
Que linda imagem
Mas algo me mostrou
Que era apenas uma miragem

Ouço os habituais passos
São pequenos e em corrida
Chega-me a melga pequena
Que já acordou e quer comida

Porque razão sou o escolhido
Para o seu pequeno almoço fazer?
Já a ensinei a beber do pacote
E os chocolates da lata comer

Entretanto chega a outra
Que afinal tinha ido correr
Acabou-se o sossego
Cócegas me querem fazer

Um esforço tento fazer
Para elas eu acompanhar
Mas a moleza não me deixa
Deitado tenho que ficar

Que sou isto e mais aquilo
Que devia era me mexer
Aproveitar o lindo dia
Diz ela para me convencer

Eis mais uma razão
Para a seca amaldiçoar
Pelo menos quando chove
Essa desculpa ela não me pode dar

Faço um esforço então
Para da cama sair
Mas a moleza vem atrás
No sofá tenho que cair

Todo o dia ela me seguiu
Sem nunca me abandonar
Só à noite é que sumiu
Quando nos fomos deitar

Agora já estás bom?
Diz-me ela com dureza
Pois olha agora sou eu
Passaste-me a mim a tua moleza

Assim se acaba o dia
Na cama já ensonado
Felizmente ela lá cede
Aos desejos do amado
publicado por Luis às 13:33
link do post | comentar | favorito (1)
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar