casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 31 de Março de 2005
Foram-se embora.....chuiffff
Bom, os meus sogros lá partiram. Nunca me custou tanto despedir-me deles como desta vez. Fiquei com um nó na garganta enquanto os via a entrar no comboio. Quando ele partiu pus-me a correr atrás dele, a acenar, enquanto me esforçava para conter a minha emoção. Não se trata de ironia, fiquei mesmo triste com a partida deles. Tiraram-me um pedaço de mim e levaram-no com eles e eu sem esse pedaço sinto-me mal. Nunca pensei que a nossa filha fosse na conversa da avó. Pensei sempre que, chegada a hora da partida, ela diria que já não queria ir. Eu devia ter desconfiado quando ela acordou toda a gente às 6 da manhã, como medo de perder o comboio (que era só às oito e meia) mas pensei que, como eu, apenas se queria certificar que os avós não ficavam por aqui mais umas horas para além das estritamente necessárias. O facto de ela, logo após ter tomado o pequeno almoço, me ter dado um abraço e dito adeus que se ia embora para não chegar atrasada, foi também, por mim entendido como um “toca a despachar para irmos rapidamente pôr os velhotes a andar daqui”, mas afinal não. Era mesmo a excitação de quem, pela primeira vez, ia realizar uma longa viagem de comboio sem os pais e ficar sem eles durante uns dias. Agora tenho que aturar sozinho a minha mulher…… e as amigas que vão lá ESPECIALMENTE PARA JANTAR LEGUMES FEITOS POR ELA. Agora não tenho ninguém que me ajude a dizer que não quero sopa, nem os malditos legumes que ela tem a mania de nos dar. Agora tenho que ouvir as suas canções e ninguém me ajuda a dizer que ela canta mal. Agora já não tenho desculpa para ter a televisão ligada durante o jantar “…porque está a dar o Nody.” Agora chegamos a casa e ninguém me vêm abraçar e perguntar se podemos comer um chocolate pequeno antes da janta. Agora ninguém me defende quando a “gaja- que- pensa- que- lá- por- podermos- ter- sexo- sem- ser- à- noite- e- sem- nos- preocuparmos- com- o- barulho (respirar) me- pode- violar- enquanto- estou- a- repor- energias- comendo- alimentos- altamente- energéticos- e- que- me- preparam- para- uma- boa- performance", me chama gordinho. Agora fico por aqui porque estou a ouvir algo de parecido com a minha mulher a fazer a cama e estou a sentir um enorme desejo de a ir ajudar.
publicado por Luis às 18:09
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar