casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 2 de Junho de 2005
Acordo de educação de uma filha....(nova cláusula)

No seguimento deste acordo, cumpre acrescentar uma nova clásula:
Cláusula 11 - Sempre que a filha fizer uma birra, é da responsabilidade da mãe gerir a mesma, pois como ela usa técnicas pedagógicas modernas, o tempo que essas técnicas demoram a aplicar provocam no pai demasiada ansiedade, quer pela técnica em si, quer pelo atraso que a aplicação da mesma provoca na deslocação para o emprego. Fica o Pai encarregado de pedir a dispensa do dia para a mãe, pois o uso da técnica implica que a mesma passe todo o dia em casa a explicar (a uma criança de 4 ANOS) todas as razões pelas quais a criança não tem razão para fazer birra. Quanto aos comentários que o pai possa fazer sobre a técnica utilizada pela mãe, os mesmos devem de ser argumentados partindo do princípio que o pai tem 37 anos e não 4. Dada a complexidade desta cláusula segue em anexo um exemplo esclarecedor:

Anexo I:
- Mãe, hoje não me apetece ir à Escola.
- Pois, a mim também não. Mas se eu não for os meninos ficam contentes e o pai não quer que isso aconteça. - respondo eu.
- Pois, mas eu não estou a falar contigo. Por acaso chamas-te Mãe?
- Ui…..continua assim e eu prevejo um inicio de mau dia para ti.
- O que é prevejo?
- É uma palmada e um castigo se voltas a falar assim comigo.
- Porque é que não queres ir à Escola? - pergunta a mãe.
- Não me apetece.
- Então, como até nos dá jeito, que tal eu telefonar à nana (antiga ama) e vens connosco para Beja?
- Está bem.
Durante o pequeno almoço e depois dos telefonemas feitos e da alegria da nana por ir receber ilustre visita:
- Quero ir à Escola. - diz a nossa filha.
- Estás a brincar, não estás? - pergunto eu.
- Filha, porque é que queres ir à Escola? - pergunta-lhe a mãe.
- Porque sim.
- Ouve. Tu não podes brincar com as pessoas. Já disseste que ias à nana e agora vais e acabou. - digo eu.
- Mas eu quero ir à Escola….- diz ela a chorar.
- Filha anda cá ao colo da mãe para eu te explicar umas coisas. - diz ela enquanto a agarra - …blá blá blá….tecatecateca…blá blá blá….tecatecateca…blá blá blá…. Percebeste?
- MAS EU QUERO IR À ESCOLA - berra a nossa filha.
- Mas filha, a mãe já te explicou que tecatecateca…blá blá blá….tecatecateca…
- QUERO IR À ESCOLA.
- Ouve moça. Acabou. Não vais à Escola, vais para casa da ama e se continuas com a birra ficas de castigo no emprego do pai sentada o dia todo, porque eu não te vou deixar assim na nana. - digo eu.
- Pois filha, eu tenho vergonha de te deixar na ama assim, porque tecatecateca… blábláblá…. tecatecateca…..blábláblá e assim ou ficas lá ou vens comigo para o emprego e ficas lá sossegada o dia todo. - diz a minha mulher.
- Quero ir para o teu emprego. - responde-lhe a nossa filha.
E tecatecateca e blá blá blá…...

publicado por Luis às 13:59
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar