casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005
A minha filha (parte 2)......
A minha filha trouxe, entre outras coisas, algo à nossa vida que por vezes nos esquecemos: um olhar diferente sobre a mesma. As situações nunca são como nós, os adultos, julgamos. Existem outras perspectivas que não devemos desprezar. Podem acontecer coisas, que nós adultos, não fazemos ideia, tais como: ter bruxas escondidas na despensa; bichos estranhos dentro do prato da sopa; cócegas só de falar nelas; etc..
Passamos a ter alguém que vê a vida de ângulos, que para nós não fazem sentido. No mundo dos adultos só encontro um paralelo…bom, era para falar de política…mas isso é para outros blogs, por isso…
De qualquer forma, eis algumas situações que nos mostram como é o mundo visto por uma criança de 5 anos:

- Olha para a lua e vê como está bonita. É noite de lua cheia. – digo-lhe.
Depois de olhar longamente para a lua interroga-me:
- E está cheia do quê?

Durante a estadia do meu sogro e enquanto brincavam ao susto:
- Não te mexas porque tens um bicho grande nas costas. – diz-lhe o meu sogro.
Depois de gritar e aperceber-se que era mentira, responde ao meu sogro:
- Não te mexas, tens a avó atrás de ti.

– O António é o meu namorado.- diz-me ela.
- Aquele feio que eu já vi a comer cocó do chão? – digo eu para implicar com ela.
- Não. Aquele que tem uma mãe que tu dizes que é muito boa. - diz ela com uma ingenuidade assustadora.

Ao fim da tarde:
- Pai, porque é que tu quase nunca vens às piscinas connosco?
- Porque eu não cheiro tão mal como vocês, que precise de tomar banho assim tantas vezes.
- EU NÃO CHEIRO MAL.
- Então porque é que vais tantas vezes às piscinas com a mãe?
- PORQUE GOSTAMOS.
-Pois…… Está bem…..se achas que é por isso.
- PORQUE RAZÃO CHEIRA TANTO AO MEU PERFUME, AQUI NO TEU QUARTO? – pergunta-lhe, de manhã, a minha mulher, ao ver o seu caro frasco de perfume, vazio, em cima da cama da nossa filha.

- Mãe, posso levar um jogo para a escola?
- Não. Porque senão vem todo estragado.
- Pai, posso levar o jogo para a escola?
- Olha lá, aqui nesta casa quando um de nós diz que não, o outro não vai dizer o contrário. Tens que perceber isso muito bem. – ralho eu com ela.
- Mas porque é que não posso?
- A mãe já te disse, porque se o levares vais estragar isso.
- Em vez de levares isso para a escola, convida antes os teus amigos para vir cá a casa jogar contigo. – diz-lhe a minha mulher.
- Espera aí. Que amigos e a que horas? – pergunto eu à minha mulher.
- Os que ela quiser e nas horas que ela quiser.
- É este o jogo que queres levar para a escola? – pergunto eu à nossa filha, ao mesmo tempo que agarro nele e o enfio na sua mochila escolar.

- Olha lá pai. Como é que o pai natal sabe qual é a casa de todos os meninos?
- Sabes o aparelho que o pai tem no emprego que serve para indicar o caminho?
- Sim. O PS?
- Pois, esse também é um aparelho mas só indica o caminho para alguns. O aparelho de que eu estou a falar chama-se GPS. Todos os anos o pai natal pede-mo emprestado para não se perder.
- A TI???? O PAI NATAL PEDE-TE EMPRESTADO A TI??? TU CONHECES O PAI NATAL????
- Claro que sim, mas não contes a ninguém porque ele não quer que se saiba que já está velhinho e que já não se consegue lembrar das moradas dos meninos.
- MAS……. TU CONHECES O PAI NATAL????? QUANDO É QUE ELE VEM FALAR CONTIGO???
- Veio ontem.
- ONTEM???? MAS……ONTEM???? E……..AI……AI……TENHO QUE IR FAZER CHICHI…..
E assim se faz feliz uma criança…
publicado por Luis às 13:42
link do post | comentar | favorito (1)
|
6 comentários:
De aprenderaviver a 12 de Janeiro de 2007 às 11:25
A tua filha acredita em tudo o q dizes? E em tudo o q a mãe diz, acredita?
Bem, a última vez que me pús a inventar explicações a uma criança foi acerca de como se fazem os bebés. Achei q n devia contar a história da cegonha. Optei por dar uma visão romântica á criança. N correu bem... A meio da conversa ela disse-me "Com a tua idade ainda n sabes como se fazem os bebés?", eu "N, ainda n fiz nenhum", ela "Eu ensino-te. Vão para o quarto e tiram a roupa toda, começam-se a beijar, e depois deitam-se um por cima do outro e põem o pénis dentro da vagina". Ops!
De Orquidea a 9 de Fevereiro de 2007 às 12:52
LOL :P
De .:Visitante Oportuno:. a 12 de Fevereiro de 2007 às 16:34
...Pensei que esse tipo de psicologia só funciona-se com os seus alunos, ou melhor ainda, apenas a utiliza-se com eles...! Bem, porque não descobri este blog mais cedo...sempre podia arrnjar uma dicas para me defender...LOL? Muitos parabéns! Está espectacular!
De resultado lotofacil a 23 de Dezembro de 2009 às 19:51
espetacular o texto
mas é exatamente assim que acontece
e as vezes é muito divertido "entrar" nesse "mundo" dos filhos
De Agência de Turismo a 23 de Dezembro de 2009 às 20:07
que legal tudo isso!
é uma magia diferente que os filhos possuem
temos é claro que ter cuidado porque tudo pra eles é novidade e não podemos nos precipitar e atrapalhar o processo natural de aprendizado da vida que eles devem ter. Tudo no seu devido tempo!
De mania virtual a 23 de Dezembro de 2009 às 20:08
parabens pelo belo blog
todos acabam sempre se identificando um pouco com as historias e lições aqui dadas.
Muito bom!

Comentar post

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar