casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007
Eu não tenho a culpa que ela seja hipocondríaca.....

- Então sogra! Sempre vem passar o ano connosco? – digo assim que atendo o telefone.

- Sim. – responde ela, secamente. - Quero falar com a minha filha.

- Ela não está. Saiu para tentar comprar lixívia. – digo, ao mesmo tempo que se acende uma luzinha na minha cabeça. – Por falar nisso. Ainda usa daquelas máscaras contra o pó, quando faz limpeza?

- Claro! Mas porquê? – pergunta-me, já com alguma curiosidade.

- Queria pedir-lhe se não se importava de nos trazer umas caixas delas quando viesse. É que por aqui estão esgotadas.

- Esgotadas? Porquê? – pergunta ela, já com alguma preocupação.

- Nada de preocupante. Traga três caixas, se faz favor. Espere. Quantos dias vão ficar? Três, não é? Então traga antes seis caixas. E não se preocupe que eu faço questão de pagar tudo isso.

- Mas o que é que se passa por aí?

- Não viu na televisão?

- Não. O quê?

- Não tem que se preocupar. Com as máscaras e as fogueiras que estou a fazer à volta da casa, estamos protegidos.

- Fogueiras?!! Mas estás a falar do quê!!!???? O que é que se passa???!!!!

- Já agora. Pode também trazer uns 15 litros de lixívia? Também está difícil de encontrar por aqui.

- Mas importaste de me explicar o que se passa!? Ou é mais uma das tuas estúpidas brincadeiras?!

- Não é nada de especial. Espere um pouco... – digo, enquanto grito para o ar – Amor, já chegaste? Não te esqueças de queimar o fato protector que levaste para a rua.

- A minha filha já chegou???!!! Passa-lhe o telefone! Quero falar com ela!

- Tem que esperar, ela agora foi ao banho. Sabe...com isto da gripe aviária que por aqui anda..... – digo, deixando pendurada a última frase.

- Passa-me a minha filha!!!! – grita ela, em pânico.

 

Conclusão: Não sei o que é, mas tenho algo em mim que faz com que as pessoas acreditem no que lhes digo (mesmo quando falo em fogueiras à volta da casa). A única pessoa que tem dificuldades em acreditar nas minhas histórias, é a mulher com quem casei, a qual não acreditou que tudo não passou de uma pequena experiência, para ver até que ponto a sua mãe é hipocondríaca.

P.S.- Quanto ao concurso: Dada a manifesta falta de inspiração que, talvez devido à época festiva, nos toca a todos,  resolvi prolongar o concurso por mais uma semana, ou seja, até ao próximo dia 7 de Janeiro inclusive.
publicado por Luis às 13:55
link do post | comentar | favorito
|
32 comentários:
De sonia a 31 de Dezembro de 2007 às 17:49
ena !!! mente fertil ! eh eh eh
um genrinho do pior !!! bom ano novo para si e para a sua familia (incluindo a sogrinha ) !!
De Estrunfina a 31 de Dezembro de 2007 às 17:49
Cumpadri...Feliz 2008 p ti e para a famelga toda (sogra incluída)
De Anónimo a 31 de Dezembro de 2007 às 23:51
Este casado é um perigo! Sorrateiramente muda as regras do jogo, tira cartas da manga, enfim, faz o diabo a quato, 5, 6 ...

Ó casado, se mal te pergunte, que raio de concurso é esse? Ganha-se um livreco, é? Mais parece um concurso para ingresso na vida pública ... irraaaaaaaaaaa!!!

Bom ano novo e que venham os com curso, os sem curso e muitos "postes" ... poinnnng!!!!
De Luis a 2 de Janeiro de 2008 às 22:37
Comentário demasiado intelectual, de acordo com as regras.
De Inha a 1 de Janeiro de 2008 às 12:59
bem casado....cada post teu são minutos de gargalhadas minhas...nunca comento, mas visito-te quase que diariamente e este post da sogra fez-me mesmo comentar ahahahah

quem me dera ter essa tua imaginação para poder sobreviver nesta selva humana...quase que aposto que esse teu humor muitas vezes não compreendido e a tua arma secreta para conseguires aturar o "tradicional português mal-humorado"

continua assim e um feliz ano para ti e para a família
De Piturra a 1 de Janeiro de 2008 às 16:51
Olás!!! Primeiro...ADORO este blog que foi descoberto ao acaso!!! É de fazer inveja aos casados e solteiros!!
Segundo...eu queria mesmo muito o livro!!! :-) Não tenho geito para grandes comentários....mas queria muito o livro :-)
Último...é para continuar assim...não para mudar !!
Piturra
De Rui a 1 de Janeiro de 2008 às 19:27
Continua assim, não tarda ves-te livre da sogra! :) um bom ano! :D A Luta Continua!
De confissoesdeumasurda a 1 de Janeiro de 2008 às 21:17
Vê lá.. se calhar quando a sua filha se casar.. não vai gostar das brincadeiras do seu genro!! :-P

Do ano 2007, guarda o que é bom de guardar e vive o presente com a certeza que tudo pode ser sempre melhor!!

Bom Ano!!
De mjsaopedro a 1 de Janeiro de 2008 às 21:37
Por acaso já começaste a pensar nas partidas que vais pregar aos teus candidatos a genros?!
Não?!
Então despacha-te que o tempo passa depressa. E se tiveres algumas ideias, partilha-as comigo que, com duas filhas adolescentes, não há imaginação que resista...
De Fox a 1 de Janeiro de 2008 às 22:45
E para poupar no combustível até se fazia a queima das bruxas nas ditas cujas fogueiras. Podia ser que por lá aparecesse uma dita cuja sogra!
(mil desculpas à sogra, deve ser uma pessoa adorável... mas este é o blog do casado. A sogra se quiser que faça o seu )
De Catarina a 2 de Janeiro de 2008 às 00:08
Entre outras coisas, descobri que sendo portuguesa ter um primo americano casado com uma brasileira tem as suas vantagens. Vamos ver se me explico bem... Entenda-se que sou portuguesa e tenho a casa dos meus pais no meio de uma agradável aldeia ribatejana. Entenda-se que para mim é casa de férias ou de fim de semana já que não vivo ali durante grande parte do ano por questões profissionais. Entenda-se ainda que sendo uma casa de campo de alguém que pouco tempo lá passa gera muita curiosidade na mente de muitos. Entenda-se que ficando no meio de uma aldeia mais curiosidade gera. E sendo portuguesa sei bem o quão a curiosidade poderá ser factor de marca - defeito ou feitio - dos meus conterrâneos. entenda-se que talvez porque americano o meu primo se acha um Clark Gable dos tempos modernos. Entenda-se que até não está muito errado se realmente pensar assim. Entenda-se que à boa maneira americana casou com uma jovem brasileira. Entenda-se que a brasileira sabe coisas que eu desconheço embora se codifiquem numa mesma língua. Pois, desde sempre - provavelmente mesmo antes de os EUA existirem já andava esta portuguesa a tentar libertar-se da curiosidade da aldeia. Pois foi precisa a curiosa curiosidade da brasileira oara de pau atrás da porta evitar de vez os visitantes não esperados e menos ainda desejados. Fez-se História sim. A história do dia em que a curiosidade se perdeu ao relento.
De Luis a 2 de Janeiro de 2008 às 22:52
Percebi que a história tem sexo e intriga. Agora aquela parte de como o sexo se liga com a intriga ou vice-versa, perdi-a.
De Violeta a 4 de Janeiro de 2008 às 04:02
A que propósito tanto despropósito. Hehe!

Comentar post

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar