casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007
O Pai Natal fala comigo.....

- Mãe, o Pai Natal existe mesmo?

- Claro que sim. - responde ela – Não é Pai?! - pergunta-me, voltando-se para mim (como se eu tivesse algo a ver, com as dúvidas da mocita).

- Claro que existe. Existe o Pai Natal, Deus, e até já ouvi dizer, que existem pessoas a comprar o meu livro. - respondi eu. Bom, aquela parte do livro, não a disse, coloquei-a agora para dar aquela imagem de desesperado (trata-se de outra estratégia, que passa por tentar chegar às vossas carteiras, através da pena) e para vos relembrar que o meu livro (à venda na FNAC, Bertrand e na Internet logo aqui ao lado) é uma excelente prenda de natal, tendo inclusive, uma cor que só fica bem em qualquer tipo de prateleira, desde as mais clássicas, até às mais modernas.

- Como é que sabes? - pergunta-me a nossa filha.

- Mas tu já te esqueces-te que eu conheço o Pai Natal? Que já lhe emprestei um GPS e que ainda o ano passado fomos à sua loja secreta? - explico-lhe.

- Sim, mas na escola dizem que isso é tudo mentira. - diz ela, com um ar triste.

- E tu achas que o pai, e especialmente a mãe, te iam mentir só para tu andares mais contente durante esta época, com a expectativa de um velho de barbas e carregado de brinquedos, bater à porta e te dar o que tu queres? - pergunto eu, ao mesmo tempo que recebo um beliscão da minha mulher.

- Então é verdade? - pergunta-me ela, ainda com um ar de dúvida.

- Sim!! Pai Natal!? Diz... - reajo eu, com o indicador no ouvido e aparentando alguma surpresa. - Pois é verdade. Então e a mulher, continua chata? (pausa) Eu por aqui estou na mesma, também não posso dizer nada pois a minha também está a ouvir.....ehehehe. Então e os filhos? Já os expulsaste de casa? (pausa) Pois está claro. Já estão com mais do que idade para acartarem pedras na mina. (pausa) O quê? Eles fizeram queixa de ti ao tribunal? Levaste com uma inspecção de surpresa? Porra pá. E agora? (pausa) Descobriram que o Rodolfo andava a fazer cópias piratas de DVDs? chiiii.... Mas não era o gajo que comandava as outras renas?

- Pai!!! O que é que se passa com o Pai Natal?! -interrompe-me a moça preocupada, enquanto a minha mulher me começa a mandar uns olhares bizarros.

- Nada de especial filha. O pai só está a fazer conversa, para ver se saca alguma coisa em relação aos teus presentes. - digo, para a sossegar. - E olha lá, mudando de assunto. - digo voltando a pôr o indicador no ouvido – Em relação às prendas aqui da minha filha. Podes-me dizer alguma coisa? (pausa) O quê?? Este ano não vais conseguir trazer nada? Porquê?

- Pai!?? Não vai haver Natal?

- Ficaste sem os duendes? Porquê? (pausa) Uma carica? Ok. Eu falo com ela. Adeus.

- Então pai? O que se passou?

- Mas tu acreditas mesmo que ele esteve a falar com o Pai Natal? - pergunta-lhe a minha mulher.

- Não sei. Mas se eu não acreditar e depois for verdade, posso ficar sem presentes. - respondeu a nossa mocita.

- Ora aí está. Acabaste de dar o primeiro passo em direcção ao ateísmo. - respondo eu, orgulhoso.

- Mas o que é que se passou? - pergunta novamente, a mocita, desesperada.

- Bom, o melhor é sentares-te. - digo-lhe com ar preocupado - O Pai Natal está com problemas com a lei, porque parece que os duendes trabalhavam de borla e que as renas tinham um negócio paralelo da falsificação de brinquedos. Para além disso, ele disse-me que o teu comportamento este ano, foi um pouco....bom...não te portaste assim muito bem....comeste muitos doces sem oferecer ao pai; levantaste-te cedo ao fim de semana; não deixas o pai fazer sestas; não ajudas o pai a tratar do gato; etc. Com tudo isto, ele diz que só te pode trazer uma carica.

- Uma carica? - responde a moça, quase com lágrimas nos olhos.

- Luis Luz!! - diz uma voz tenebrosa, num tom que me arrepiou os pêlos da nuca. Por momentos julguei ter voltado à minha infância, e que estava a ouvir a minha mãe a ralhar comigo, por...(isso são outras histórias) – Se tu puseres a moça a chorar, já sabes o que te espera. - é então que reparo que era apenas a minha mulher, com mais uma das suas ameaças.

- Sim! Pai Natal? Diz.... – digo, enquanto volto a pôr o indicador no ouvido. - Sim. Está bem. Eu digo-lhe.

- O que foi, pai?

- O Pai Natal pede desculpas. Ele enganou-se, não vais ter uma carica.

- Não? Vou ter o quê? Uma bicicleta nova?

- Não. Vais ter duas caricas e um berlinde.....


Na hora de ir para a cama:

- Porra pá! Não consegui resistir. Não tenho a culpa de ser uma pessoa fraca. - digo à minha mulher, quando ela me manda dormir, para o quarto de hóspedes.

- Então agora aguenta! - responde-me ela friamente.

- Está? Pai Natal? - digo, enquanto volto a enfiar o dedo no ouvido. - Qual era a prenda que estavas a pensar trazer para a minha mulher? Temos que falar nisso.


E não é que resultou e pude partilhar a "nossa" cama!!!!

Importante lição para o futuro: Quando uma mulher se ri, fica com a memória de curto prazo afectada.

publicado por Luis às 00:18
link do post | comentar | favorito (1)
|
22 comentários:
De Rui a 13 de Dezembro de 2007 às 09:57
Prendas é com elas!!! ui ui



--
http://blogpredilecto.blogspot.com
De shanaia a 13 de Dezembro de 2007 às 09:59
Simplesmente genial!...
Aproveito para desejar festas felizes a todos ai de casa! Bom Natal...
De me a 13 de Dezembro de 2007 às 10:00
LLLOOOLLLL!

Sr. Casado em grande! (mas olhe que isso não se faz!)

Ao menos diga lá ao Pai Natal para trazer a garrafa agarrada à carica!
De Anónimo a 13 de Dezembro de 2007 às 12:45
Eu cá acho que tá mal... isso é só chantagem psicológica... e interesse material...
De babe a 13 de Dezembro de 2007 às 12:47
não queria ficar anónima...

babe

http://citybabenewhome.blogspot.com/
De Nicolau a 13 de Dezembro de 2007 às 14:30
ó meu amiguinho! não gostei muito da ideia de você me expor assim em público os meus duendes e o lance das renas...
agora tenho a inspecção celestial à perna e não sei se vou conseguir entregar o seu presente este ano.

já deve saber, e se não sabia fica a saber, que o seu presente vai ser entregue por último.

quanto ao seu livrinho, tinha-o aqui e-mails de muita gente a pedir isso, mas acho que vou dar antes o Alquimista do Paulo Coelho...
De Anónimo a 13 de Dezembro de 2007 às 19:34
Já não me ria assim tanto há uns bons tempos.

Se a tua filha não quiser a carica, diz ao Pai Natal que eu posso ficar com ela.
De Loura Decidida a 14 de Dezembro de 2007 às 10:56
Bem que ideia genial....sera que resulta como os meninos no infantario???? tenho que experimentar.

visitem-me no http://pinguimcorderosa.blogs.sapo.pt/
De concinha da mata a 14 de Dezembro de 2007 às 15:35
Eu uero o teu livro mas será quealguém se vai lembrar disso ou terei que dar a prenda a mim mesma. Bom Natal
De Super Bock a 14 de Dezembro de 2007 às 15:51
A Super Bock lança a 1ª Edição dos Super Bock Super Blog Awards!

Expressa-te, dá a tua opinião e mostra o que vale o teu Blog!

Inscreve-te já e habilita-te a mais de 3.000 Euros em Prémios.

Sabe mais em:
www.superbock.pt

Super Bock
Super Bock Super Blog Awards

Comentar post

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar