casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Segunda-feira, 2 de Abril de 2007
Dentes....

- Mãe. Olha arranquei o dente que estava a abanar. -diz a nossa filha, chegando ao pé de nós com um dente na mão.

- Arrancaste?

- Sim. Estava farta de o abanar e ele nunca mais caía, assim puxei e ele saiu.

- Xiiii, és corajosa. Mas agora vai buscar um guardanapo para limpar essa boca que estás a deitar sangue.

- Sangue??? Estou a deitar sangue!!??. Mas não me doeu nada!?? E agora? O que vai acontecer?! - diz ela, deixando vir ao cimo o seu lado hipocondríaco.

- Filha, tem calma. Isso é normal. É só um bocadinho de nada. Não penses nisso. Olha, vou-te contar um segredo: se deixares o dente debaixo da almofada à noite, de manhã vais lá ter uma moeda.

- Porquê?

- Porque as fadas trocam os dentes por moedas.

- Mãe eu já sou grande! Já não acredito em fadas!

- Não!?

- Claro que não!.... Olha lá, não será antes o dragão que está no sotão? Ele é que deve de precisar de dentes.

- Pois....deve ser ele. Olha, faz a experiência esta noite.

- Está bem.


De manhã:

- Mãe! Pai! Olhem. O dragão deixou-me aqui uma moeda e levou-me o meu dente. Poça, e logo dois euros.

- Hoje não é Domingo? - pergunto eu.

- É. E então? - diz ela, enquanto vai apreciando a moeda.

- E aos Domingos não tínhamos combinado que tu não me acordavas? Apenas chamavas pela mãe?

- E porquê pela mãe? - pergunta a minha mulher.

- Porque o pai prometeu comprar-me um ovo de chocolate com uma surpresa, sempre que eu não o acorde.

- Agora podes esquecer esse acordo. Já te disse que sempre que tu falas das nossas combinações à mãe, elas deixam de contar. - digo, enquanto vou esfregando o braço para ver se passa a dor causada por mais um beliscão da minha mulher.

- Também não preciso. Ganhei dois euros com o dente. - diz a nossa filha, toda contente, esfregando-me a moeda na cara.

- Tu não abuses. Olha que eu conto a verdade sobre a moeda. - e aqui está porque razão os meus braços estão sempre cheios de nódoas negras (por incrível que pareça, por vezes dou por mim a olhar para essas nódoas negras sem perceber o porquê das mesmas, até que, novamente, uma frase minha, me recorda que os beliscões da minha mulher têm esse efeito secundário)


Durante o pequeno-almoço:

- Pai. - segreda-me ela, enquanto continua a olhar, fascinada, para a sua moeda de dois euros- Quando é que vamos a casa dos avós?

- Sabes que a mãe é que manda nisso. Por mim, só para o ano. Mas porquê?

- Se tu me ajudasses a ir mais cedo, eu dava-te esta moeda.

- Explica lá isso melhor e talvez tenhamos negócio.

- Se lá formos, tu não dizes nada e eu dou-te esta moeda. Depois eu trago as dentaduras dos avós e o dinheiro que o dragão me der, é todo para mim. Que tal?

- Dividimos o dinheiro ao meio e temos negócio feito.

- Boa. - diz ela, apertando-me a mão – Mãe, eu e o pai queremos ir no próximo fim de semana a casa do avô e da avó. - grita ela para a mãe, o que depois levou a um desenvolvimento sobre o porquê desse nosso desejo tão vincado, tendo daí resultado mais um monólogo, por parte da minha mulher, sobre o número de crianças que ela pensa ter em casa, e o número de crianças que ela efectivamente tem que aturar.

publicado por Luis às 13:53
link do post | comentar | favorito (1)
|
17 comentários:
De jogo da sueca a 2 de Abril de 2007 às 15:18
acabei de conhecer o blog e adorei!

espero que continue com o bom desempenho na blogosfera, que estou cá para seguir o blog atentamente!!
De Me a 2 de Abril de 2007 às 17:43
Bolas... Oh Ribatejano-bem-disfarçado-de-Alentejano, isso de colocares aqui um post por mês (quase...) não vale.
Ehhh... mas prontes.
:)
De katia a 2 de Abril de 2007 às 20:46
Simplesmente adoro o seu blog....já o conheço a algum tempo mas so agora decidi comentar.
é pena é não escrever com tanta frequência , mas ainda assim não passo sem o visitar cada vez que venho a net... continue assim... bjs da katia
De Nuno (puss in boots) a 2 de Abril de 2007 às 23:24
Eu o máximo que tenho são dentes do meu caozinho :) (pelo menos a esse não tenho da dar dinheiro!)

E outra coisa com que tenho de concordar e terás de compreender... sem os concelhos matrimoniais e as lições de vida COM MAIS REGULARIDADE... imagina como vão alguns casamentos!!!!!

:)
De Sónia Martins a 3 de Abril de 2007 às 00:00
hihihihihi...demorou mas arrecadou :)
Andas a ficar sem material ou a fama aí pelo Alentejo já é tanta que te falta tempo?
E o que é feito do quadro do "não gostei"?? Temos saudadeeesssss...hehehe

Bjinhos, abraços e muitos palhaços
De Catarina a 3 de Abril de 2007 às 00:26
Lindoo!
a tua filha é a maior.. inteligente e miuda pah!
adorei;P
Bjinho
De Álex a 3 de Abril de 2007 às 10:42
a sua criança é esperta e divertida;
gosto da vossa relação - com humor!
De SoNosCredita a 3 de Abril de 2007 às 20:37
em pequena, também ñ tinha paciência para os dentes... ou os arrancava eu, ou pedia alguém para o fazer.


ah, também fiz a brincadeira dos dentes debaixo da almofada. mas acho que fiz mais vezes a dos pirilampos: apanhava-os e colocava-os numa caixa de fósforos. no dia seguinte - voilá - apareciam lá moedas! :)
De Pedro Moreira a 4 de Abril de 2007 às 18:04
Delicioso! É o mínimo que se pode dizer deste blog. de facto há tradições que não se podem perder. As crianças precisam mesmo de ser crianças.
Grande abraço
De wednesday a 5 de Abril de 2007 às 00:14
Glorioso!!... Tens aí uma futura mulher com queda para o negócio! Tem olho e cabeça, humm?:)

Comentar post

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar