casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2006
E porque há aqui um mercado a explorar......
Aparentemente, graças ao meu blog, passei a ser olhado como um guru, um especialista nesta coisa do casamento. Ora bem, isso para além de fazer a minha mulher feliz (graças às endorfinas que circulam no seu corpo, devido ao seu gargalhar constante, sempre que se lembra que existem pessoas que realmente pensam isso de mim) traz-me algumas responsabilidades. Essa responsabilidades passam por tentar, hoje, responder a algumas das questões que me chegam, quer por mail, quer pelo sistema de comentários. Comecemos então:

Caro Professor Doutor Luís, estou numa fase em que não entendo a relação que tenho com a minha mulher. Por um lado, praticamente não me fala (apenas me dirige a palavra para me dizer que não sei fazer nada em casa) e todas as noites me manda dormir no sofá, enquanto ela dorme sozinha na nossa cama de casal mas, no entanto, praticamente todas as noites, sou acordado por ela para ter relações sexuais. O que isto quererá dizer? O que devo fazer?

Bom, a resposta a esta questão é simples: Se acreditar em Deus, agradeça-lhe todos os dias. Caso contrário, deixe-se de queixar e de causar invejas desnecessárias a outros menos afortunados.

Isso da vida de casado é assim tão fácil, ou tu e a tua mulher têm super poderes?
Diz-me como é que vocês fazem o para que o teu casamento funcione?

Vamos por partes. A vida entre duas pessoas nunca é fácil, aliás se o fosse, já tinha desistido há muito, pois o interessante disto são os desafios que todos os dias temos, para nos conseguirmos continuar a aturar um ao outro. Sinceramente, se ela fizesse tudo o que eu lhe pedisse, não conseguiria viver com ela. Assim como, se eu fizesse tudo o que ela me pedisse sem tentar safar-me (o que raramente consigo) ou pelo menos sem dizer algumas asneiras (embora tal não adiante grande coisa) também ela não teria muitos motivos para ter conversas comigo, sobre a importância das partilhas, da vida em conjunto e da má educação que a minha santa mãe me deu. Terminando sempre a conversa com dissertações que envolvem o santo leito matrimonial.
O grande truque para que um casamento funcione é fazer a nossa mulher rir. Sempre que ela se ri está a dizer “Fiz bem em casar com este palhaço.” Mas atenção: não se deve fazer rir constantemente a nossa mulher, pois aí ela começa a pensar que vocês não passam mesmo de palhaços.

Existe no entanto uma situação na qual nunca devemos pôr a nossa mulher a rir: durante o acto sexual. O sexo é uma coisa séria, muito séria mesmo. Hipoteticamente (e só hipoteticamente) vamos supor, hipoteticamente, que lhe dizia, hipoteticamente: “Já acabei.” É o suficiente para ela se começar a rir, e o riso, neste caso específico é mau. Muito Mau! Ou seja, durante o acto sexual o homem deve estar sério, muito sério, deve pensar em coisas muito sérias. Exagerem certos pensamentos. Dramatizem situações vulgares. Façam tudo para que seja ela a dizer: “Então? Ainda não acabaste?”
Usem a vossa imaginação, imaginem que vivem num país onde só se pensa no futebol, onde ninguém se preocupa com princípios básicos de cidadania, onde as pessoas vivem “contentes e felizes” fechadas nos seus pequenos casulos, e principalmente, onde um livro de uma tal Carolina vende bem mais do que o meu.

Caro casado, a minha mulher diz que mudei muito desde que casei, que anteriormente era a pessoa mais romântica que conhecia, mas que agora nem o dia do nosso casamento comemoro, tendo até dificuldades para me recordar do mesmo. Será que o problema é realmente meu, ou é o nosso casamento que acabou?

Caro amigo, noto pela sua questão que é uma pessoa sensível, e que se preocupa com a sua cara metade, no entanto está de consciência pesada devido ao eterno mito que as mulheres nos tentam impor como real: Uma vez romântico sempre romântico. Bom, vamos lá esclarecer isto: O romantismo do homem está directamente ligado à sua vontade de ter sexo, ou seja, quanto mais excitado ele se encontra, mais romântico vai ser. Enquanto namoramos, e dado os sucessivos entraves que existem para termos relações com a nossa namorada (existirem sempre pessoas em casa dos pais; os pais só se irem deitar depois de nós sairmos da sua casa; a janela do quarto da nossa namorada ser num 5º andar; etc.) somos extremamente românticos. A partir do momento em que casamos e passamos a poder ter sexo à vontade, obviamente e naturalmente o romantismo diminui. No entanto não tem que se preocupar, pois as nossas esposas conseguem, de uma forma extremamente simples, voltarem a pôr-nos românticos. Por exemplo, eu, desde que fiz um pequeno comentário à minha esposa relativamente a um creme para a celulite, que ando extremamente romântico para com ela. São poemas, pequenas lembranças ao acordar, jantar feitos por mim e cozinha arrumada, etc.. Se isto continuar assim, por mais quinze dias, penso que o subsidio de natal, deste e dos próximos anos, vai para a compra de um belo colar de diamantes (porque, sinceramente, já não aguento muito mais).

publicado por Luis às 13:56
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De jonasnuts a 15 de Dezembro de 2006 às 14:45
"O grande truque para que um casamento funcione é fazer a nossa mulher rir"

Não é mentira, mas há uma frase semelhante, que também se aplica amiúde, e só é preciso mudar uma letrinha:

"O grande truque para que um casamento funcione é fazer a nossa mulher vir"
De Luis a 15 de Dezembro de 2006 às 15:28
Aí está. E isso é algo que estas mulheres modernas levam muito a sério (demasiado a sério, na minha opinião)
De Zalinha a 15 de Dezembro de 2006 às 16:55
Bem então agora és mesmo conselheiro matrimonial:):)
Estava tentada a pedir tb um conselhito,mas como o meu casamento já dura há 20 anos vou passar e ainda ñ é desta que te peço concelhops,mas...hehehe vou sempre lendo o que escreves as tantas a malta até tira daí umas ideias para fustigar os homens:P
De Luis a 18 de Dezembro de 2006 às 16:03
Mas após 20 anos de casamento, ainda precisas de ideias para fustigar o teu homem???
De Zalinha a 18 de Dezembro de 2006 às 22:09
Então não!!!Umas dicas mais para o fazer"sofrer" são sempre bem vindas:P Bjs
De moinante a 15 de Dezembro de 2006 às 17:02
Amigo " casado " , eis-me de novo . O amigo Já pensou em abrir um consultório para aconselhamentos matrimoniais , provavelmente rendia mais do que os anúncios do Google AdSense ou desses do género. Não falo nesses consultórios do tipo " Maya " ou " Sô Zé "..., um mesmo a sério . É claro que estou a ser irónico e desculpem se feri algumas susceptibilidades . O que é facto é que gosto de passar aqui pelo seu sitio , sempre se ri .
Até breve e boas festas .
De Luis a 18 de Dezembro de 2006 às 16:00
Por acaso até feriste. Voltaste a relembrar-me que o Adsense não me tem dado qualquer tipo de lucro, e que culpa disto é exclusivamente vossa (acho que só eu é que lá clico.....Nem a minha mulher.....)
Bom, a partir de agora, conselhos matrimoniais só após me provarem que clicaram 15 vezes na publicidade, em menos de 24 horas.
De Pai Babado a 15 de Dezembro de 2006 às 17:05
Com isto só me pergunto: para quando uma coluna nesse ícone da informação portuguesa, a Revista Maria?
De nao casada ha procura a 16 de Dezembro de 2006 às 01:24
Que prenda dar no Natal a um homem, casado ou nao?
De Luis a 18 de Dezembro de 2006 às 15:55
Bom, penso que o óbvio: O Meu Livro!!!
De moinante a 16 de Dezembro de 2006 às 10:32
Estive cá a pensar ( o que é coisa rara ), se clonasses a página , multiplicavas o exito . Isto era só uma ideia .
De Mário a 21 de Dezembro de 2006 às 09:06
Olá ;)

So para dizer que esse tipo de praticas por ser considerado spamdexing pelos Spiders do Google ou de outros motores de pesquisa. A consequência é ser "black listado" e desaparecer totalmente das paginas de resultados.

Existem outras técnicas para optimizar o referenciamento natural de um site.

Atentamente
De BARRASCÃO a 16 de Dezembro de 2006 às 10:56
Atenção marrãs que passam por aqui dou aulas práticas .
De Luis a 18 de Dezembro de 2006 às 15:52
Consigo imaginar o gajo a dizer isto, com um palito nos dentes, um cigarro ao canto da boca, o bigodito imberbe, e o sorriso de quem pensa que a sabe toda.
Só por causa disso não apago este comentário.
De moça a 19 de Dezembro de 2006 às 19:43
...barrigudo, com nódoas de gordura na camisola, e com hálito a alho podre...arrotar é o desporto favorito!!!
De BARRASCÂO a 20 de Dezembro de 2006 às 09:03
Nem barrigudo , nem nódoas de gordura , sem sabor a alho ( que horror ) , e o desporto favorito é aquele que até os bichinhos também gostam . ( Gostei daquela do bigodito imberbe , durante uns momentos deu-me a volta ao miolo , não uso porque é do tipo " Santo Aleixo " .) Portanto está esclarecido .
Hhaa, e voltando ao assunto ... desculpem a brincadeira .
De Just a man a 19 de Dezembro de 2006 às 13:05
Algo que nada tem haver com o consultorio.
O livro senhores, o livro...na webbom levam 10 dias a enviar o livro, ora, das duas três,
Ou o livro tem letras tão pequenas, mas tão pequenas que os tipos têm dificuldade em fazer o livro.
Ou os tipos cada livro que fazem têm que os ler todos.
bem deve de existir uma terceira que agora não me lembro (acabei de criar um dogma)
Agora transcrevo a informação do dito site:
Preço: EUR 17,33/ EUR 15,60 (conversor)

Editor: Editorial Magnólia

ISBN: 9899520713

Ano de Edição: 2006

N.º de Páginas: 200

Encadernação: Capa mole

Dimensões: 16,5 x 23,5 x 2 cm

Disponibilidade: Normalmente segue para o correio em 10 dias.

Feliz Natal e sejam felizes casados
De Luis a 19 de Dezembro de 2006 às 21:44
E porque não comprar no Shopping do Sapo, já com autógrafos e tudo?
De PrincesaVirtual a 20 de Dezembro de 2006 às 17:00
Epa não acredito...viraste conselheiro matrimonial!!! ahahahahahahaha
De qualquer das formas no teu ultimo conselho, pareceu-me que ficou no ar «Socorro quem precisa agora de ajuda sou eu!!!».
Eu dou-te uma ajudinha, para que tudo acabe em harmonia:

COMPRA-LHE O COLAR DE DIAMANTES! :D

Tenho a certeza absoluta que ela vai re-considerar e nunca mais se vai falar no assunto (no tal creme para a celulite tá claro!!!).

Acho que tb tb tenho jeitinho para a coisa :D

Aproveito para desejar à familia dos «casado» um Feliz Natal.

Beijos da Princesa
De lála a 23 de Dezembro de 2006 às 20:45
O Querido não sabia que a palavra "celulite" é tabu!!Se fosse eu ia exiguir o tal colar de diamantes e dos verdadeiros ,nada de imitações.beijos

Comentar post

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar