casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006
Hormonas e outras tretas....
- Tenho as hormonas todas descontroladas. – diz-me ela, meio triste, enquanto me mostra o resultado das análises.
- E para saber isso foste pagar a uma analista? Podia-te ter dito isso de borla. – respondo eu, para ver se a animava.
- Deixa-te das tuas parvoíces. Isso não tem piada.
- Ó moça, não estejas triste. Isso resolve-se. – digo-lhe eu, enquanto a abraço – Já marcaste uma consulta para o médico?
- Sim. Mas está explicado porque nunca mais engravido.
- Deixa-te de culpas. Tu que acreditas em sinais, este é mais um. Só isso.
- E que sinal é este?
- É sinal que dada a nossa situação económico-financeira esta não é a melhor altura para isso. E também é um sinal de que finalmente, posso deitar fora o copo que deveria de ter utilizado para fazer o espermograma. – digo-lhe a sorrir.
- Mas tu não estás preocupado? – pergunta-me.
Limito-me a abraçá-la.
- Pois. Eu também estou um bocadinho. – diz ela.
- Bom. Chega de lamúrias. Temos que ver as coisas pela positiva: sempre dissemos que um dos nossos filhos seria adoptado. – digo-lhe animado.
- Sim, tens razão. – diz ela, meio a sorrir.
- E depois o facto de termos um filho adoptado tem as suas vantagens.
- Que vantagens?
- A primeira é que a tua mãe odeia a ideia, a segunda e que se o puto de portar mal podemos sempre dizer que a culpa não é nossa, é dos genes. Coisa que não funciona muito bem com a nossa filha.
- Estúpido. – diz-me ela, ao mesmo tempo que me dá um beliscão. – Vá. Deixa-me. Tenho mais que fazer.

E assim as coisas voltaram ao “normal”.
publicado por Luis às 21:03
link do post | comentar | favorito (1)
|
37 comentários:
De mjsaopedro a 2 de Novembro de 2006 às 22:16
ora aí está a capacidade de fazer piada de coisas sérias!
De Caty a 3 de Novembro de 2006 às 00:29
Lá no fundo (mas fundo, fundo, fundo, fundo) és um sentimentaloide...
De moça a 3 de Novembro de 2006 às 10:58
Pois...com o marido a parir um livro, caguinchas como os homens são, imagino o filme... e a terminar a tese, a moça tem mesmo de andar com as hormonas aos saltos.
Gostei da sensibilidade para gerir o assunto, imagino o esforço...deve ter sido pior do que arrancar um dente!!!
E já agora "puto"? A ideia de ser amado por três mulheres é assim tão assustadora???
De Hannah a 3 de Novembro de 2006 às 12:53
Olá
primeiro quero desejar-te uma hora pequenina na hora de parir o livro, mas que seja mto sucesso...
e segundo conseguiste dar um cadinho de humor a uma coisa muito importante (principalmente para nós mulheres) e lá a conseguiste animar um pouco...
jinhos
karoxinha
De Inês a 3 de Novembro de 2006 às 12:56
Bem... como eu sei o que custa sentir que não se consegue!!!!!

;-)
De Inês a 3 de Novembro de 2006 às 12:56
Bem... como eu sei o que custa sentir que não se consegue!!!!!

;-)
De Lurdes a 3 de Novembro de 2006 às 14:57
Nada como voltar à normalidade... seja lá o que isso for!
Quanto a ti Casado, lá no fundo (bem no fundo) és um sentimental!!!!
Beijinhos
De Lurdes a 3 de Novembro de 2006 às 14:57
Nada como voltar à normalidade... seja lá o que isso for!
Quanto a ti Casado, lá no fundo (bem no fundo) és um sentimental!!!!
Beijinhos
De Lurdes a 3 de Novembro de 2006 às 14:58
Nada como voltar à normalidade... seja lá o que isso for!
Quanto a ti Casado, lá no fundo (bem no fundo) és um sentimental!!!!
Beijinhos
De BlueAngel a 3 de Novembro de 2006 às 20:23
És um sentimentalóide apaixonado. Que bonito......

Comentar post

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar