casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2004
As aventuras de um pai temporariamente solteiro.....(parte 2)
A minha sogra não desiste. Telefonou cá para casa durante a tarde (tendo assim a certeza que eu não estava) e tentou convencer a nossa filha a ir passar uns dias a casa dela. Mas eu já sabia a resposta “NÃO. Polque o meu pai depois fica sozinho.” – respondeu ela à avó. Não satisfeita, a minha sogra pediu para falar com a nossa mulher a dias (a tardes é mais correcto) para que ela lhe confirmasse que não houve instruções (da minha parte) para aquela resposta tão clara que a nossa filha lhe deu e que a deixou desolada (grande sorriso na minha cara devido à palavra DESOLADA). É óbvio que não houve qualquer tipo de manipulação da minha parte. Felizmente conheço a minha filha, e sei que ela prefere mil vezes ficar aqui comigo e com os seus amigos da escola e da rua, do que ir para a casa dos avós onde teria algumas dificuldades em poder brincar com crianças da sua idade (não porque elas não existam, mas porque as avós iriam monopolizar todo o seu tempo, como acontece sempre que lá vamos de fim de semana).
Mas a grande novidade do dia nem foi essa. A grande novidade do dia foi: ENTREI PARA O QUADRO DO GOSTEI. Finalmente. Já estava farto de estar sempre no famoso quadro do não gostei “Não gostei que o pai dissesse asneiras.” “Não gostei que o pai tirasse a cabeça às minhas bonecas.” Não gostei que o pai me assustasse no escuro.” Não gostei que o pai me tivesse comido o chupa.” Porra, que cambada de mariquices. Todas elas escritas, obviamente, pela mão da minha mulher acompanhado de um, mais que evidente, regozijo. Mas hoje vinguei-me. Hoje está lá escarrapachado no quadro do gostei: “Adorei muitíssimo e fiquei impressionada com a grande qualidade e a excelente organização do meu pai. Pois para além de ter brincado comigo assim que chegou (o que aliás faz sempre, excepto se a mãe o chatear para que ele a vá ajudar) FEZ BATATAS FRITAS PARA O JANTAR IIIIIIIIIIAAAAAAAAAAAA. Embora me tenha dito que para comer as BATATAS FRITAS tinha em primeiro que comer a sopa fez MUITAS BATATAS FRITAS, mas tive que comer também um bocadinho de tomate, mas COMI TODAS AS BATATAS FRITAS QUE QUIS E AINDA LHE PEDI PARA GUARDAR O RESTO PARA AMANHÃ. IIIIIIIIIIAAAAAAAAAA. A mãe nunca faz batatas fritas pois diz que fazem mal e OBRIGA-NOS a comer umas coisas esquisitas que não sabemos o nome mas que o pai chama sabemal e mixórdia de blargh. Mas o pai É O MAIOR. E no fim das BATATAS FRITAS comemos arroz doce que a vizinha velhinha nos veio dar porque sabe que o pai está sozinho e tem pena dele e disse que amanhã nos ia trazer uma especialidade dela para o nosso jantar. IIIIIIIIIAAAAAAAA (este iiiaaaa é do meu pai). O pai, depois de ela se ir embora, disse qualquer coisa sobre pena e a filha de velhinha ser boa, mas eu não percebi (embora tenha a certeza que se a mãe o ouvisse lhe dava um pontapé). Mas isso também não importa. O pai disse que ainda antes da mãe chegar vai fazer outra vez BATATAS FRITAS porque o raio da fritadeira que deram como prenda de casamento tem que ser rentabilizada- acrescentou ele. Ainda por cima eu durmo com ele pois, como ele dorme sempre com a mãe, não está habituado, como eu, a dormir sozinho e pode ter medo do lobo mau. Ele não se importa nada, pois diz que até adormece melhor a olhar para o que de mais espectacular existe na sua vida e que ao olhar para mim, a dormir tão tranquila, esquece tudo o que de mau se passou durante o dia, acabando por adormecer a pensar que, de tudo o que já fez na vida, nada, mas mesmo nada, chega perto do prazer de me ter como filha.”
É óbvio que, com tudo isto que ela me obrigou a escrever, ficamos sem papel e com o quadro completo. Amanhã vou comprar mais papel para colar no frigorífico porque tenho a sensação que amanhã vou, novamente encher o QUADRO DO GOSTEI.
publicado por Luis às 23:30
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar