casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Sábado, 16 de Outubro de 2004
Uma no cravo e outra na ferradura…..
Ok, está bem, admito, o último estava menos bom. Mas por vezes há merdas que nos fazem pensar o porquê de termos deixado a nossa liberdade e resolvemos casar. Depois lembramo nos do dinheiro que fizemos no casamento e as coisas passam. Também tenho que dar o braço a torcer nestas merdas. As causas de discussão numa vida a dois, por incrível que me possam parecer, nunca se devem apenas a ela. A minha sogra também tem uma parte significativa na culpa (afinal foi a minha sogra que lhe deu 50% dos genes).
De qualquer forma, quero chamar a vossa atenção para algo que é do melhor numa relação a dois: O SEXO PÓS DISCUSSÃO (É UM ESPECTÁCULO). Por vezes dá-me vontade de discutir para depois lhe dizer (quando ela já tiver bem chateada): DESPE-TE JÁ (hei-de experimentar e depois dizer qual foi o resultado).
Ok, antes que me comecem a mandar uns mimos de machista e outra patucadas dessas, quero que fique claro que, em relação às arrumações e distribuição de tarefas, tenho que confessar algo: Já não consigo ficar sossegado se vejo alguma coisa desarrumada. Faz me impressão. Tenho que a chamar logo, para que ela rapidamente resolva esse problema. Em relação à distribuição de tarefas, deixem que vos diga que, quando ela esteve fora e eu fui jantar a casa de uma vizinha, senti-me mal porque, depois do jantar, a minha vizinha não me deixou arrumar nada. Está bem que só senti isso durante uns segundos, mas não é essa a questão. O problema é que me sinto completamente reprogramado. Qualquer dia ainda dou por mim a fazer a cama, quando me levanto e a usar um copo para lavar os dentes. Felizmente este fim de semana vou sofrer uma desprogramação, uma vez que vêem cá os meus pais e a minha pobre mãe não me deixa fazer nada. Já perguntei à minha mulher se ela se importava que eles passassem a viver connosco, mas ela matou logo a conversa quando me respondeu se eu queria que ela perguntasse o mesmo aos seus pais….bbbrrrrrr.
Mas continuando. Eu acho muito bem que as tarefas sejam distribuídas numa vida a dois. Acho mesmo e pronto. Agora, entre o achar bem e o gostar é que vai uma grande distância. Quantas vezes ela me pergunta se eu preferia uma mulher como a minha vizinha em que ambos trabalham mas, em casa, só ela é que trata de tudo. Quantas vezes eu hesito na resposta e durmo no sofá. Outra merda que me chateia. Porque razão sou sempre eu a dormir no sofá? Porque razão não podemos dormir juntos quando estamos chateados? Mais ainda. Porque razão não podemos ter sexo quando estamos chateados? Respostas dela: 1- Porque sou sempre eu que a provoco. 2- Porque assim, pelo menos, tem uma noite sem ouvir o meu ressonar. 3- Porque o sexo é algo de relativamente sério e ela diz que não se quer rir quando vir um labrego gordo a tentar excitá-la (a parte do gordo magoa-me).
Tenho que admitir que isto de ter casado com uma mulher inteligente tem muito que se lhe diga. Só de pensar nisso, estou-me a lembrar que é tarde, está frio e ela deve estar gelada e a sentir-se muito só debaixo dos lençóis. Por isso chega. Vou dar outro desempenho à insónia número 3 do mês de Outubro.
publicado por Luis às 03:32
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar