casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 4 de Novembro de 2004
10 formas de fazer com que a sua mulher não o chateie…..
No cumprimento do serviço público a que me sinto por vezes obrigado, vou aqui enunciar 10 formas de nós, homens, conseguirmos esquivar a certas obrigações que as nossa mulheres têm a mania de nos impor, principalmente quando estamos no nosso cadeirão preferido com o NOSSO telecomando na mão. Quanto às mulheres que andam a ler o meu blog para sacar informações que possam posteriormente ser utilizadas contra o nosso género, quero apenas dizer uma coisa: ONDE É QUE VOCÊS ESTAVAM TODAS NA MINHA ADOLESCÊNCIA. PORRA, AGORA QUE SOU CASADO É QUE É SÓ ELOGIOS?
Ok, agora que já desanuviei um pouco vamos a isto (chamo a vossa atenção para o facto de estas formas já terem sido testadas e experimentadas com êxito):
1. Dar dinheiro a elas para irem às compras olhando-as nos olhos e dizendo que merecem uma roupa nova. Para elas não ficarem ofendidas porque, felizmente também ganham para a casa, digam-lhes que é uma prenda da vossa parte e assim à noite aproveitem e façam chantagem…. Atenção, para que os gastos não sejam muitos façam isto apenas em dias de mercado. Em Beja temos o mercado ao Sábado junto à praça de toiros e na vila onde moro, no terceiro sábado de cada mês. No meu caso sempre dá para, no mínimo, duas horas de descanso, isto se o dia tiver chuvoso.
2. Finjam que estão tão cansados que adormeceram e que não ouviram os seus berros. Para que isto funcione bem não usem o cabelo curto e assim que a sentirem chegar babem-se e despenteiem-se e obviamente, mantenham os olhos fechados. Se forem bons nisso, até podem levar um beijo carinhoso na face acompanhado de: “Coitadinho, está a dormir tão bem. Anda mesmo estoirado.”
3. Finjam que estão preocupados com a vossa linha e informem-na que se matricularam em aulas de qualquer coisa (Taikidô, por exemplo) assim têm dois dias por semana onde podem sair para onde quiserem (sei lá, ir ter com os amigos e comer uns petiscos para não terem fome à hora do jantar vegetariano). Caso ela comece a dizer que a ginástica não está a funcionar porque aparentemente parecemos mais gordos. Basta concordar com ela e fingir que mudamos para outra actividade (não escolham os mesmos dias que a anterior). Caso ela vos queira acompanhar, digam que ela se irá sentir mal uma vez que só lá estão gajos gordos e que cheiram mal dos pés e dos sovacos. Caso ela vos queira impor uma actividade onde ambos possam ir juntos, inventem uma desculpa plausível. Por exemplo: “Sabes bem que adorava ir contigo e com a nossa filha às piscinas, mas desportos individuais não são o meu estilo.”
4. Inventem um problema qualquer eléctrico ou mecânico e digam muitas asneiras durante uns minutos, depois sentem-se muito chateados no vosso cadeirão preferido e dêem-lhe a entender que o melhor é ela nem dizer nada, pois as coisas não correram nada como estavam previstas e provavelmente têm que fazer noitada para arranjar o vídeo; leitor de DVD; bicicleta; Bateria do carro; etc..
5. Metam-se à frente do computador a jogar o vosso jogo preferido, mas ao mesmo tempo finjam que estão a dar retoques nos quilos de fotografias digitais que ela tirou. No fim, digam que vão precisar de muito tempo para conseguir pôr as fotografias em ordem e perfeitas para ela. Mas que estão dispostos a gastar todo o tempo que for preciso para essa tarefa. Não podem é ser incomodados.
6. Porque razão têm que ser sempre elas a nos pedirem coisas, use a táctica: “A melhor defesa é o ataque.” Antes que ela lhe peça algo, peça-lhe você. Diga-lhe que as flores que ela tanto insistiu plantar estão a morrer e que precisam que ela cuide delas com urgência. Aumente-lhe os sentimentos de culpa em relação a algo que a possa entreter durante horas nos fins-de-semana.
7. Se tiver filhos, aproveite e divirta-se com eles. Ensine-os a brincar às escondidas e seja sempre o que vai à procura. Assim, a sua mulher pensa que você está ocupado, o seu filho está calado e sossegado e você tem sempre uns bons dez minutos (se fizer as coisas bem feitas) entre cada jogo, para poder ler algum livro ou revista que lhe interesse (mas faça isso num sítio discreto). Para conseguir os tais dez minutos, grite de vez em quando: “ONDE É QUE ESSE MALANDRO SE METEU?”
8. Se elas têm dores de cabeça quando é hora de ir para a cama, porque razão não havemos nós de ter dores de cabeça quando elas nos querem pedir para fazer algo?
9. Tente fazer com que ela fique chateada consigo. Mas não exagere. Faça pequenos comentários sobre a sua roupa, ou sobre o seu cabelo. Esta pode ser conjugada com a primeira. Ou seja, primeiro chateia-a e ela perde a vontade de o mandar trabalhar e ganha vontades de o mandar para sítios menos recomendáveis, mas depois use a técnica número 1 para não ficar de castigo.
10. Se não conseguirem escapar faça as coisas mal. Mas atenção, mal não quer dizer fazer as coisas de má vontade (pelo menos mostrando essa má vontade, porque aí ela vai começar a queixar-se da vida de casada e começa uma discussão que não o vai beneficiar em nada). Faça as coisas como se estivesse a dar o seu melhor mas descuidando pequenos pormenores. “Era para lavar as orelhas? Tu só me disseste que era para dar banho à moça. Foi isso que fiz. Porra, nunca estás contente com o que eu faço. (olhar para baixo e fazer beiço) ” ou então “Mas eu estive a vigiar o arroz enquanto tu deste banho à moça. Agora eu não sabia se o cheiro era do queimado ou se era dos legumes que tu fizeste para acompanhamento.”

Para que isto funcione é importante lembrar a todos que as atitudes machistas, com mulheres modernas não funcionam. Ou seja, se querem aplicar estas técnicas podem e devem fazê-lo, mas lembrem-se: Se exagerarem e as tiverem sempre a aplicar correm o sério risco de porem em causa a vossa relação, pois as vossas companheiras não são as vossa mães, por mais que isso vos custe. (Isto é para continuar a ter as visitas femininas aqui no blog).
publicado por Luis às 17:35
link do post | comentar | favorito (1)
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar