casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quarta-feira, 24 de Novembro de 2004
A minha vida de casado em blocos.....
Estive a rever o filme “Era uma vez um rapaz...” e vi lá algo que me fez pensar: a personagem principal, às tantas fala dos seus dias como blocos de tempo. Fez-se uma luz em mim. Porra, também posso dividir o meu dia a dia da minha vida de casado em blocos de trinta minutos, os quais passarei a explicar:
1º bloco de trinta minutos- o tempo que ela demora a correr assim que se levanta. Como sei com exactidão o tempo? Fácil, porque acordo com o bater da porta da rua quando ela sai e volto a acordar (meia hora depois) com o bater da porta da rua, quando ela chega.
2º bloco de trinta minutos- o tempo que ela demora a tomar banho e a vestir-se. Como sei mais uma vez o tempo? Porque as ondas sonoras que saiem da casa de banho fazem-me olhar constantemente para o relógio desejoso que a tortura termine rapidamente.
3º bloco, o tempo que ela demora a tomar o pequeno almoço, há que fazer o chá, o seu café, a sua mixórdia de água com limão, o seu sumo, as suas torradas, e depois tratar de comer tudo com a maior das calmas, não interessando o atraso que possa já existir.
4º bloco- Sair de casa e chegar ao emprego. Implica ir pôr a nossa filha à escola, ralhar comigo por não ter engraxado os sapatos da filha (sobre os meus, há uns anos que desistiu de me chamar a atenção) fazer arranjos de última hora em relação a toda a toilette da nossa filha: verificar se todos os cabelos estão no sítio certo, se a roupa está imaculada e sem nódoas de pasta de dentes que eu tento disfarçar com água, limpar com a sua saliva os restos de pasta de dentes e/ou a remela que o “porco do pai” não limpou (eu confio no poder dos óleos naturais que o nosso corpo produz para a nossa limpeza) e tirar todas as rugas que a roupa possa ter. O que importa se, de seguida, a moça vá a correr brincar para a caixa de areia? O pouco tempo que depois resta, é para a nossa deslocação até Beja, onde, sempre que é ela a conduzir, tenho que ficar calado a viagem toda, porque senão tiro-lhe a sua identidade???? Assim, passo o tempo a olhar para o lado tentando não ligar aos gestos e ao salivar compulsivo que os condutores dos outros carros fazem sempre que ela os está a ultrapassar. (nota mental: aumentar substancialmente o valor do meu seguro de vida)
5º bloco: o tempo que demoramos a chegar a casa desde que saímos do emprego e até chegarmos a casa. Aproveito o trajecto, sempre que é ela a conduzir, para dizer adeus a algumas caras raivosas que volto a encontrar no caminho, enquanto lhes mostro um papel onde tenho escrito: “Não tenho qualquer responsabilidade pelo sucedido. Eu já sou castigado o suficiente. EU VIVO COM ELA.” A partir do momento em que passei a usar esta escrito colado no vidro, passaram-me a fazer o sinal de cruz.
6º bloco: o tempo que ela demora a combinar com a nossa filha o que fazer até à hora do jantar.
7º bloco: o tempo que demora a tentar convencer-me a ir sei lá aonde com elas.
8º bloco: o tempo que estamos fora de casa, muitas das vezes obrigado devido ao uso da chantagem.
9º bloco: o tempo que demoramos a jantar, sem a televisão ligada, porque somos uma família onde se fala ao jantar. O que eu gosto quando ela diz à nossa filha para contar o seu dia e ela responde: “Não digo e ponto final.”. É óbvio, a mim também me chateia ter que lhe contar pela décima vez o meu dia e saber que não estou a ver o noddy.
10º bloco: o tempo que ela demora a arrumar a cozinha (antes que as feministas venham para aqui ofender-me vão ler o post sobre a troca de tarefas)
11º bloco: o tempo que ela demora a convencer a nossa filha a ir para a cama.
12º bloco: o tempo que ela demora a deitá-la (lavar os dentes; vestir o pijama e contar-lhe a história).
Os restantes blocos que faltam não vou referir para não pensarem que eu sou um exagerado. Mas se pedirem muito eu conto. Prometo.
publicado por Luis às 22:22
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar