casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2004
Curtas da vida de casado.....

Antes de partir para passar o Natal em casa dos avós:
- Filha, só nos vamos embora depois de arrumares o teu quarto.- diz-lhe a mãe.
- Mas eu não consigo arrumar sozinha. Está muito desarrumado.
- A mãe está farta de te ajudar a arrumar os teus brinquedos. Para além disso, tenho que ir fazer as malas para irmos embora. Por isso quero que arrumes, sozinha, os brinquedos.
Vira-se para mim e diz-me:
- Pai. Queres brincar comigo a uma coisa muito gira?
- Olha lá, ó melga. A mãe não te mandou arrumar o quarto?
- Siiiim…. Mas ouve o que eu quero dizer. É assim: Quem me ajudar a arrumar o quarto é um príncipe. Está bem pai?
- Olha lá, mas tu pensas que eu sou o quê? Eu não quero ser nenhum príncipe.
- Poça. Mas podias ser só um bocadinho pequenino.
- Deixa-te de tretas e toca a arrumar os brinquedos no sitio, senão ainda vamos embora e passas o Natal aqui sozinha.
- Eu sei que se eu ficar tu também ficavas, porque estás farto de dizer que querias ficar aqui o Natal.
- Mas tu não achas que andas a ouvir coisas a mais? Chega de conversa e toca a despachar.
- Olha, tive uma ideia. Vamos brincar aos pais e às mães. Eu sou a mãe e tu és o pai.
Enquanto eu sorria e me preparava para terminar com aquilo, ela sai-se com esta:
- Olha lá para isto tudo desarrumado.... Ai ai ai. Já estou farta de te dizer para não deixares as tuas coisas espalhadas pela casa. Depois tenho que ser eu a arrumar tudo sozinha. Vá. Ajuda-me já a arrumar isto tudo, porque eu não sou tua criada. Ouviste?


A caminho da nossa casa:
- Pai, quando é que chegamos a casa?
- Filha, ainda agora saímos de casa das avós.
- E ainda falta muito?
- Sim filha, ainda falta muito.
Passados dez minutos:
- Pai, quando é que chegamos a casa?
- Filha, se adormeceres chegamos a casa mais depressa.
- Porquê?
- Porque quando tu adormeceres, eu ponho o carro a voar.
- A VOAR…….
- Sim, mas para isso tens que dormir.
- Porquê?
- Olha, porquê. Porque é assim que funciona.
- É para os meninos não se assustarem quando estão a voar, pai?
- É isso mesmo. Ainda bem que tu consegues desenrascar tão bem o pai. Agora que sabes o porquê, toca a dormir.
- E quando estivermos a voar, acordas-me? Eu prometo que não me assusto.
- Não posso, porque isto só funciona quando tu estás a dormir. Assim que acordares o carro aterra logo.
- Poça. É sempre o mesmo. Nunca mais sou grande para poder ver, todas as coisas giras que tu dizes que acontecem quando eu estou a dormir: o pai natal… a fada das unhas... Agora também não durmo, que é para vocês não voarem sem eu ver. Pronto.

publicado por Luis às 13:42
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar