casado

Ver perfil


RSS


Façam-me Feliz

Google

Fogueira de Vaidades

Comercial.mp3
Antena3.mp3
JornalismoPortoRád...

visitas obrigatorias

casado

Diário de bordo 6346...

Diário de bordo 3635...

Diário de bordo 345

Diário de bordo número qu...

Diário de bordo...4

Diário de bordo...3

Diário de bordo...2

Diário de bordo...

Mas que raio....

Mais uma mulher na minha ...

casado

Domingo, 23 de Janeiro de 2005
Curtas do fim de semana......

As desvantagens de ser o ídolo da minha filha:
- Não dês beijinhos ao pai que ele é só meu.
- Não és tu que me vestes, é o pai. Tu não me sabes vestir.
- Não és tu que me lavas a cara. É o pai, porque tu não sabes.
- Não és tu que me fazes o pequeno-almoço, porque tu não sabes.
- Bom, se eu não sei fazer nada, vou correr. – responde a mãe, enquanto vai buscar as sapatilhas.
- Não vais nada, porque tu não sabes. Quem vai correr é o pai. Não é Pai? – responde-lhe a nossa filha, enquanto eu fico a pensar se aquilo era algo de combinado entre elas, ou se é uma prova do exagero a que chegou o seu fascínio por mim.


Domingo de manhã:
- Pai, acorda. Anda ver o que eu fiz. - grita-me ela cheia de orgulho.
- Deixa-me dormir, estou cheio de sono - respondo-lhe eu, enquanto amaldiçoo o dia em que ela aprendeu a abrir os estores.
- Já é de dia. Tens que acordar. Vá, anda ver o que eu fiz.
- Poça. Quero dormir.
- E se eu te bater com este livro, levantas-te?- diz-me, enquanto esgrimia o meu livro de cabeceira sobre mim.
- Não sei quem é que te anda a ensinar essas coisas, mas se bateres com o livro na mãe, levanto-me.
- Se esse livro me toca, ficas o dia inteiro na cama. – responde a má disposta da mãe, não sei se a mim ou se à nossa filha. A mim não devia ser porque aí não era castigo.
- Vá anda. Mas tens que ter os olhos fechados. – continuou o único despertador que me acorda bem disposto.
- Não te preocupes com isso. – respondi eu, com os olhos fechados de sono enquanto me dirigia para o seu quarto.
- Olha. Não está bonito? - diz-me ela em cima da sua cama toda arranjadinha.
- Tens uma almofada nova?
- Não. Não vês o que é? Fiz a cama sozinha. – grita-me ela frustrada.
- A cama estava desmanchada? Poça, está muita gira. Aposto que não consegues fazer o mesmo à cama do pai.
- Consigo pois. Queres ver?
- És um explorador de crianças. – diz mais uma vez a mal disposta da mãe.
- É para não me sentir tão mal por ela me ter acordado. – respondo eu enquanto me deito na cama da nossa filha e tento aproveitar os prováveis longos minutos que ela iria perder a fazer a nossa cama.

publicado por Luis às 22:39
link do post | comentar | favorito
|

Olha! O Livro!


Agora em versão digital! Com mais posts por muito menos Euros!

livro

À venda em todas as lojas da Amazon!

blogs


referer referrer referers referrers http_referer




pesquisar